A autoestima é o sentimento que cada um carrega sobre si mesmo. Coloca-se na balança uma série de fatores que envolve a própria vida, como as realizações pessoais, a maneira de vencer obstáculos e também a saúde e a aparência física.

Um sorriso doente e mal cuidado pode ser um dos fatores que interferem na baixa autoestima de uma pessoa. Felizmente a odontologia traz recursos eficientes e rápidos que podem ajudar você a melhorar a convivência consigo mesmo.

 

1) Profilaxia

 

É a limpeza de praxe feita por um dentista na maioria das consultas. Mesmo sendo comum, muitas pessoas acabam adiando a visita ao consultório e deixam de fazê-la. O tratamento, que deve ser feito no mínimo de 6 em 6 meses, tem a finalidade de retirar toda a placa bacteriana que se acumula nos dentes e pode gerar cáries além de amarelar o sorriso.

 

2) Clareamento

Para quem está descontente com a coloração do sorriso, o clareamento é o tratamento mais usual para deixar os dentes mais brancos. É um tratamento nada invasivo gerenciado pelos dentistas, através de um gel aplicado sobre uma moldeira feita especialmente para a sua arcada. Em algumas semanas de tratamento, é possível ter um sorriso mais brilhante!

 

3) Alongamento do dente

Muitos se incomodam com o tamanho dos dentes, em especial, quando um deles é bem menor do que os outros. Através das lâminas de cerâmica desenhadas de acordo com o formato dos outros dentes, o paciente tem um resultado extremamente natural, com um sorriso alinhado e harmônico. As lâminas de contato também podem ser aplicadas em mais dentes e servem para corrigir cor, formato e tamanho.

 

4) Encurtamento ou alongamento da gengiva

Sorrisos gengivosos, com a gengiva muito aparente, ou a falta de gengiva são motivos de desconforto em algumas pessoas. Graças aos avanços da odontologia, esses casos podem ser corrigidos. Para aqueles que aparentam uma gengiva muito maior do que a altura dos dentes é possível realizar uma plástica gengival, que irá remover o tecido em excesso, alongando os dentes e redesenhando a linha da gengiva. O procedimento é único para cada paciente, que deve ser avaliado por um especialista.

Já quem sofre com a falta de gengiva, que deixa os dentes expostos, pode ser realizado um procedimento de enxerto com um tecido similar ao da gengiva. O resultado é espetacular.

 

5) Correção de dentes tortos e mal posicionados

Outro aspecto comum no sorriso são os dentes saltados, em especial, aqueles da frente e/ou os caninos. A ortodontia avançada é o tratamento mais indicado para esses casos. É uma das formais mais atuais e rápidas para tratar de sorrisos desalinhados. Através de uma tecnologia “easyclip”, os bráquetes são mais eficientes, diminuindo o tempo de tratamento.

Além do aparelho fixo, que hoje em dia é muito mais discreto em comparação aos modelos tradicionais, é possível realizar o mesmo tratatmento com o aparelho InvisaLign, um molde transparente que se encaixa perfeitamente na sua arcada. Muitas pessoas não chegam a notar que estão fazendo um tratamento ortodôntico!

 

6) Correção de falhas na estrutura óssea do rosto

A falta de queixo também é um problema comum em grande parte da população que pode causar a baixa autoestima. Felizmente, a cirurgia ortognática pode corrigir esse problema. Trata-se de um procedimento que reposiciona os ossos do rosto.

Dependendo do caso, a falta de queixo pode ser tratada através da ortodontia. Isso vai depender da análise feita pelo dentista especializado.

 

7) Alargamento do sorriso e espaço para os dentes

Esse procedimento faz parte da ortodontia e é recomendado para pacientes onde as arcadas não se encaixam. As consquências são a mordida cruzada, que pode afetar a fala e a respiração e, principalmente, a falta de espaço para os dentes se posicionarem. Pessoas que apresentam dentes sobrepostos aos outros provavelmente sofrem com uma arcada superior fechada demais. A solução é fixar um expansor para ganhar espaço e descartar a possibilidade de extrair alguns dentes. O formato do rosto também muda positivamente.

 

8) Troca de restauração escura pela clara

Antigamente, o material mais comum utilizado entre os dentistas para restaurações de cáries era a amálgma, uma liga de aspecto escuro. Com o passar dos anos, esse material foi deixado de lado e hoje em dia o mais utilizado é a resina. Porém, muitas pessoas ainda carregam as restaurações antigas, que ficam expostas quando sorriem.

A troca de restaurações é um processo rápido e indolor. Em uma consulta, você pode sair do consultório com restaurações claras e discretas, na mesma tonalidade dos seus dentes.

 

9) Implantes e próteses de um ou mais dentes

A falta de dentes é um problema que afeta muitos brasileiros, que acabam não optando por implantes e próteses sobre implantes por medo ou desconhecimento do tratamento. Hoje é possível realizar implantes em até 72 horas e sair do consultório mordendo. Há alguns tipos de implantes e todos eles muito eficazes.

Já as prótese fixa é feita apoiando-a nos dentes laterais, sem necessidade de implante. Vai depender da saúde da sua gengiva e do seu periodonto (todo tecido em volta dos dentes).

 

 

10) Tratamento para o mau hálito

A halitose é um dos principais problemas que afetam a autoestima, interferindo no trabalho e nas relações íntimas. O mau hálito pode ser proveniente de diversas causas: intestinal, bucal ou periodontal (gengiva). O caso mais recorrente é de ordem bucal – e tem solução!

A limpeza em consultório pode amenizar o problema. Mas, antes, é preciso fazer uma avaliação com o dentista para averiguar qual a ordem do problema.

 

Clique aqui e marque uma avaliação com o nosso time de especialistas em Odontologia Estética