A gestação é um período de muitas expectativas e alegria, mas também é tempo de redobrar os cuidados. As preocupações no dia-a-dia são tantas, que, às vezes, as grávidas podem se esquecer o quão importante é manter a saúde bucal em dia. Além de ser a “porta de entrada” dos nutrientes que alimentam o bebê, a boca da gestante (e todo seu organismo) sofre com alterações hormonais que podem levar ao aparecimento ou agravamento de problemas dentários.

De acordo com um estudo da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, quase 50% das gestantes apresentam problemas bucais como gengivite ou cárie. Inflamações e infecções na boca são especialmente perigosas nesse período, já que levam o corpo a produzir prostaglandinas, substâncias que causam contrações no útero e podem antecipar o nascimento do bebê.


Cuidar da sua saúde bucal durante a gravidez é o mesmo que garantir uma boa saúde ao bebê. Redobre a atenção nos seus dentes e gengivas nessa fase!

O risco existe, mas nada que uma boa higiene bucal não dê conta. Escovar bem os dentes, usar o fio dental diariamente, ter uma alimentação equilibrada e visitar periodicamente o dentista são medidas que ajudam a reduzir os problemas dentários que acompanham a gestação. Como o primeiro trimestre da gravidez é o mais importante para o desenvolvimento do bebê e no último trimestre evita-se qualquer situação que possa causar estresse, recomenda-se que as consultas com dentistas sejam feitas entre o quarto e o sexto mês.

Mesmo assim, se tiver uma emergência dental antes ou depois do segundo semestre, não espere, pois as infeções da boca podem ser nocivas para você e para o bebê. Certifique-se, sempre, de que o dentista saiba da gravidez e tome as precauções necessárias. O cuidado com uma nova vida começa por cuidar de si mesma, e isso inclui os dentes!