A principal dúvida dos pais é quando levar o filho para a primeira visita ao ortodontista (dentista especialista no tratamento com aparelhos). Achando que devem esperar os dentes de leite serem substituídos pelos permanentes, muitos adiam este momento, pois desconhecem que a primeira dentição serve de guia para os dentes definitivos.

Grande parte destas consultas acontece bem depois do que deveriam. A idade ideal seria aos 7 anos, pois, nesta idade, o formato e a  posição das arcadas dentárias já dão uma boa amostra da forma definitiva que terão na idade adulta, afirma Dr. Claudinei.

Confira o vídeo que ele gravou esclarecendo o assunto:

 

 

Sinais de alerta que os pais devem observar:

 

  • os  dentes da frente não se tocam;
  • a arcada superior é muito estreita e fechada;
  • ocorreu perda precoce dos dentes de leite devido à cáries ou tombos;
  • os dentes superiores cobrem os inferiores muito mais do que o normal;
  • o queixo está muito para a frente ou o inverso disto;
  • a criança respira mais pela boca do que pelo nariz (o correto é a respiração nasal);
  • a criança dorme com a boca predominantemente aberta;
  • a criança apresenta olheiras profundas.

 

O tratamento deve começar cedo?  E aparelho fixo: quando colocar?

A primeira consulta da criança acaba sendo uma orientação sobre conseqüências dos hábitos nocivos, tais como: chupeta, morder lápis ou canetas, sugar os dedos, roer unhas ou hereditariedade.

A melhor fase para se iniciar o tratamento fixo na menina é quando ela está entre 9 a 12 anos e no menino de 10 a 13 anos. Neste período pode-se aproveitar o crescimento ósseo para se obter melhores resultados nos tratamento ortodônticos, recomenda.

“A idade ideal para esta consulta de avaliação da face e dos dentes é aos 7 anos, pois, se a posição dos dentes de leite for corrigida nesta época, acontecerá o correto posicionamento dos dentes permanentes, assim como o crescimento harmônico da face da criança, o que pode fazer muita diferença no futuro”, afirma o especialista.

 

Conheça a experiência do Dr. Claudinei


Graduado em Odontologia em 1990 pela Universidade Federal de Santa Catarina e Especialista em Ortodontia e Ortopedia Facial, em 2000, também pela UFSC. Com aproximadamente 23 anos formado, sendo 13 na especialidade de Ortodontia e Ortopedia Facial, obteve formação para diagnosticar e tratar crianças com problemas de crescimento dos maxilares –  através de aparelhos Ortopédicos Faciais. Assim como, buscar o melhor equilíbrio entre um belo sorriso e uma face harmônica, para os pacientes adultos – através dos aparelhos ortodônticos. Um dos maiores diferencias foi   obter a formação e experiência no atendimento aos pacientes com deformidades faciais severas, através do CAPADF (Centro de Atendimento a Pacientes com Deformidade Facial) –  na mesma universidade. Possibilitou ter experiência em resolver casos de pacientes com problemas ortodônticos de grande complexidade e gravidade.

 

Durante a entrevista para o nosso blog, perguntamos ao Dr. Claudinei o que significa ser um dentista. Veja o que ele respondeu!

Eu sou apaixonado pela vida e pelo que faço. Perfeccionista e detalhista incorrigível, onde a simetria e a estética estão enraizadas em minha alma. Sempre digo que a possibilidade de me tornar dentista foi o melhor presente que eu recebi dos meus pais. Me permitiram transformar o mundo de pessoas com sorrisos tímidos, em pessoas confiantes, com maior autoestima. Para mim isso é tudo! Me motiva, me faz persistir e seguir adiante.

 

Clique aqui para marcar agora a sua avaliação inicial com o Dr. Claudinei

 

Consultoria Técnica: Dr. Claudinei Liz dos Santos, Especialista em Ortodontia e Ortopedia Facial, Diretor Técnico da Clínica Odontoquality – CL 706