A gravidez é um momento único e especial que requer alguns cuidados com a mulher. O corpo passa por um processo de transformação muito grande e, por isso, algumas funções do corpo passam a operar de maneira diferente.

Com os dentes e gengiva não é diferente. Os cuidados com a saúde bucal não podem ser dissociados dos cuidados com a saúde geral. Afinal, o corpo é um organismo único, não é mesmo?

 

Veja então alguns aspectos bucais que as futuras mamães devem tomar mais cuidado:

 

A gengiva pode sangrar

 

Grávida com sangramento nos dentes

Devido aos hormônios da gravidez, a gengiva fica mais sensível e suscetível ao sangramento, em especial na hora de escovar os dentes e passar o fio dental. É importante escolher uma escova mais macia e um fio dental mais fino. É fundamental, também, ter um acompanhamento periódico com o dentista, que deve avaliar as condições da sua gengiva.

 

A placa bacteriana pode levar ao nascimento prematuro do seu bebê

 

Grávida placa bacteriana

Por isso, muita atenção na sua saúde bucal! Deixar uma inflamação na gengiva (gengivite) evoluir para uma periodontite, inflamação em todos os tecidos em volta dos dentes, não só é desconfortável para você como perigoso para o seu filho. Os microorganismos presentes na placa podem adentrar a corrente sanguínea e causar contrações no útero, acelerando o trabalho de parto.

Uma escovação completa com fio dental deve ser feita toda vez em que a futura mamãe comer para assim prevenir grande parte dos problemas. Mas é fundamental consultar um dentista durante o pré-natal, com visitas de 3 em 3 meses, para que ele faça uma limpeza profissional no consultório (profilaxia) e evitar que a inflamação evolua a esse ponto.

 

Bebês cujas mães carregaram a bactéria da cárie durante a gravidez têm mais chances de adquirir cáries nos dentes de leite

 

Gravida alimentação dentes

A sua saúde bucal diz muito como será a saúde bucal do seu bebê. Por isso, siga as recomendações médicas e nutricionais e evite ao máximo o consumo de açúcar. Os alimentos naturais, como as frutas, já são fontes naturais de frutose. O açúcar natural dos alimentos já é o suficiente.

Estudos científicos comprovam que o bebê da gestante que carrega a bactéria causadora da cárie, Streptococcus Mutans, tem a tendência de adquirir essa mesma bactéria mais cedo e em maior número. Ou seja, as chances da sua criança ter cáries nos dentes de leite são muito maiores!

 

Gravida higiene bucalMito que contam por aí:

A gravidez pode causar cáries: não é verdade! Os hormônios da gravidez não são responsáveis pelas cáries e sim a mudança na dieta, rica em açúcar, e a falta de higiene adequada.

Cuidados extras:

Algumas mulheres relatam ficar com a boca seca durante a gravidez. A hidratação não só é fundamental à saúde geral, como também à boca. A boca seca aumenta a chance das placas proliferarem e, consequentemente, o aparecimento de cáries. Por isso, beba muita água!

 

Clique aqui e faça o acompanhamento odontológico durante o pré-natal com um de nossos profissionais